Meus Livros de Poesias

Meus Livros de Poesias
Quem conhecerá os mistérios do coração que ama?... Há, ou haverá uma receita para uma felicidade plena e um amor imortal?... Quantos pensamentos temos e quantas perguntas podemos fazer ou responder quando estamos verdadeiramente envolvidos em sentimentos que nos arrebatam?... O poetar de um coração apaixonado que se nega a desistir do seu amor muitas vezes fala em metáforas para expressar os seus sentimentos, mas acima de qualquer coisa e em qualquer situação, declara esse amor aos quatro ventos!... E aqui um coração entre outras formas, fala em metáforas para fazer declarações de amor; um amor que o tempo e a distância não foi capaz de apagar.

terça-feira, 14 de junho de 2011

Meu Acalento



Meu corpo treme ao lembrar nossos momentos;
Esse reviver solitário que me arrebata a vida...
Um desejo que arde como o fogo e me entorpece.

Aquecer o meu corpo em teu corpo é o que desejo;
Navego em um mar revolto de bravas ondas...
Juro não queria te amar ou desejar tanto assim.
Ouço tua voz no sussurrar do vento, esse é meu acalento.

2 comentários:

  1. Um quente e doce acalento...

    Linda poesia de amor!Parabéns!

    Obrigada pela visita, e vou ficar por aqui também, rssss....

    Um forte abraço!!!!

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde Cícera Maria,

    Seu trabalho está belíssimo, adprei...

    Parabéns! E que Deus nos abençoe e nos ilumine... Sempre...

    Jacó Filho

    ResponderExcluir